Adapte sua casa para receber idosos

A velhice chega para todos, com ela também chegará inúmeras necessidades que exigiram inúmeros cuidados especiais. O problema é que muitas vezes quem está por perto do idoso, acaba não se atentando a esses cuidados.

É necessário perceber que adaptações simples, como ver que o tapetinho da sala pode estar se tornando uma ameaça à segurança de um familiar – ou à sua própria – é um processo doloroso, que mexe com a dinâmica dos relacionamentos. Mas é o primeiro e importante passo para realizar adaptações para evitar acidentes e promover qualidade de vida. A mortalidade de idosos com 60 anos ou mais por quedas, no Estado de São Paulo, aumentou quatro vezes nesta década.

Veja alguns cuidados que podem ser tomados para evitar esses riscos:

Quarto

Casa segura para idosos - quarto

A cama não deve ser muito alta nem muito baixa, os pés devem apoiar totalmente no chão quando o idoso estiver sentado. Para ajudar a calçar os sapatos, uma poltrona do lado da cama é o ideal. O bidê deve ser 10cm mais alto do que a cama, além disso ele deve ficar ao alcance das mãos sem ser necessário levantar, ter pontas arredondadas e ser fixado no chão – caso seja necessário se apoiar. Com um interruptor do lado da cama é possível controlar a luz mesmo deitado.

Banheiro

Casa segura para idosos - banheiro

O banheiro é um local onde se tem muita facilidade para cair, pois seu piso está quase sempre molhado. Para evitar as quedas nesse local, é bastante indicado a implantação de barras, para que os idosos possam se locomover com mais tranquilidade e segurança. Existem também alguns itens como, vasos sanitários especiais que atendem suas necessidades, eles são mais elevados e possuem barras ao redor.

Corredor

Casa segura para idosos - corredor

O caminho do quarto para o banheiro é um dos caminhos mais perigosos da casa. E isso tem muito a ver com a iluminação. Ao mesmo tempo em que é melhor evitar superfícies e lâmpadas muito brilhantes porque os olhos já não se adaptam com tanta rapidez à claridade, é fundamental que exista uma iluminação acessível.

Uma regra que vale para a casa toda é especialmente importante neste trajeto: o caminho tem que estar sempre completamente livre.

Escada

Casa segura para idosos - escadaa

As escadas completam o trio crítico de áreas da casa no que diz respeito a quedas. O pior tipo é a escada tradicional de sobrado, com janela no topo e iluminação frontal.O ideal é que os carpetes sejam evitados. Se houver, devem ser sem estampas – que enganam o olhar – e perfeitamente lisos e esticados. Além disso, é bom que exista uma sinalização de cor contrastante na ponta do degrau. O corrimão deve ser firme, ficar dos dois lados, começar antes da escada e terminar um pouco depois. A altura do degrau também não pode variar.

O melhor ponto de partida é diferenciar autonomia e independência. Depender de apoio para realizar atividades diárias, como fazer a própria higiene e se vestir tira um pouco da independência, mas não nos tira a autonomia de decidir sobre a própria vida. Falta de autonomia é quando já não se pode decidir sobre coisas essenciais de sua vida. À medida que o tempo passa, vamos perdendo primeiro essa independência relativa, e depois a autonomia. Não conseguir fazer as atividades da vida diária não significa que a pessoa está doente, significa uma fragilidade.

Curta a ZetaPlus no Facebook

 

Fonte: Ig

Anúncios

Deixe uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s