Revestimentos e pisos: dicas de como usar na sua casa

A liberdade é azul

Essa é a cor da vez. Uma opção é aderir a papéis de parede – e valem os estampados com azul. “São ótimos na sala: escolha um desenho marcante e alie a um sofá neutro e a almofadas variadas”, indica a arquiteta do Rio de Janeiro.

Alegria!

Vistosos ladrilhos hidráulicos ficam lindos também na sala se o estilo da decoração for despojado, em clima jovem e alegre. Olhou para a foto e se lembrou de São João? Pois acertou. “Minha inspiração foram as festas populares”, conta o arquiteto de São Paulo, que assina uma linha para a Brasil Imperial.

Vá de Metro

Referências explícitas garantem charme extra ao ambiente. Pode ser um piso que lembra as calçadas de Copacabana ou paredes que remetem ao clima retrô das estações de metrô de Londres, construído há mais de 100 anos. Estas cerâmicas brancas com acabamento bisotado, instaladas com rejuntes desencontrados, produzem esse efeito.

Oras bolas

Uma maneira garantida de inovar com revestimentos é brincar com texturas. Há um bom sortimento no mercado, incluindo opções super diferentes – veja acima a placa de mármore com círculos em relevo. Em geral, apenas uma parede merece o destaque.

Placas de revestimento moldadas com resina e pedras semipreciosas legítimas despontam como opções para compor detalhes. Coloridas, elas garantem um visual rico de alto impacto, não importa se a escolhida é ametista ou ágata azul.

Fazendo arte

Normalmente mais utilizadas em paredes do que no piso, as pastilhas invadem as duas frentes no projeto de copa e cozinha da arquiteta Paula Neder, com escritório no Rio de Janeiro e em São Paulo. Vale combinar cores ao gosto dos donos da casa. “O efeito é sempre incrível. Parece obra de arte, tornando o ambiente exclusivo”.

Pot-pourri

Se a ideia for ousar, vale investir em um mix de cores e estampas. Para acertar na combinação, pode-se escolher um tom que se repetirá ou um estilo, como só desenhos geométricos ou psicodélicos em clima de anos 1970. “É bacana, pois descontrai o ambiente, mas tome cuidado com a parede escolhida. Se a área for grande demais, fica over”, diz a arquiteta do Rio de Janeiro, que assina este espaço.

Eu amo NY!

Basta um trecho de parede com tijolos aparentes para deixar o ambiente com jeito descolado de loft nova-iorquino em fábrica abandonada. A dica é lançar mão de peças como as acima, com 2 centímetros de espessura. Elas não pedem muita quebradeira na instalação e produzem igual efeito. Há vários tons, de opções claras a avermelhadas.

Mais calor

A madeira invadiu a cozinha. O material traz sensação de aconchego para um ambiente em geral forrado com revestimento e piso mais práticos e frios. “O ideal é usar o tipo maciço, mais resistente à umidade do espaço”, diz a arquiteta.

Tudo igual

O mesmo piso pode cobrir sala e varanda, como fez a arquiteta Fernanda Pessoa de Queiroz neste apartamento em frente à praia, no Rio. O truque é muito usado para criar a sensação de continuidade, “ampliando” o espaço.

Mils tons de madeira

Quem disse que só de peroba e ipê vive a decoração? Existe um grande leque de tonalidades e texturas que podem forrar piso, paredes ou dar forma a móveis. A arquiteta adora fugir do básico: “Gosto, em particular, das opções acinzentadas e azuladas”.

 

Anúncios

One thought on “Revestimentos e pisos: dicas de como usar na sua casa

Deixe uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s